Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Rui Ferreira Autor

"A imaginação é o solo fértil onde as sementes do impossível brotam." RF

Rui Ferreira Autor

"A imaginação é o solo fértil onde as sementes do impossível brotam." RF

Texto do dia II

getty_532350785_2000116820009280136_152836.jpg

Focar no essencial é como cultivar um jardim; é necessário remover as ervas daninhas do desnecessário para que as flores do que é verdadeiramente valioso possam florescer. É um exercício de discernimento, onde cada escolha é um passo em direção à essência da nossa existência.
Deixar de valorizar o que é secundário não significa ignorar os detalhes que compõem o todo, mas antes reconhecer que nem todos merecem o mesmo peso  na nossa balança interna.
Valorizar o momento é abraçar a impermanência, é entender que cada segundo é uma tela em branco. É a arte de estar presente, de se entregar ao instante sem a preocupação de tentar segurar o tempo nas nossas mãos.
É no agora que a vida acontece, e é aqui que encontramos a verdadeira riqueza da existência.

Texto do dia

336497212_892900591932742_5042429303636114545_n.jp

A loucura, muitas vezes vista como um desvio da norma, pode ser a faísca que acende a chama da genialidade. Numa sociedade onde a conformidade é regra, é a loucura que ousa questionar, quebrar barreiras e explorar o desconhecido. Ela é o sopro de vida numa existência muitas vezes monótona, um convite para dançar ao som de uma melodia diferente.
Em momentos de crise, quando as soluções convencionais falham, é a loucura que oferece um caminho alternativo. Ela salva-nos da estagnação, empurrando a humanidade para frente, para inovações e descobertas que só podem nascer fora dos limites do pensamento racional. A loucura é, portanto, não apenas uma fuga, mas um retorno ao que é mais essencial e puro no espírito humano: a capacidade de sonhar e de transformar esses sonhos em realidade.

A verdadeira felicidade

57425269_440347973206433_2017237068236718080_n.jpg

A verdadeira felicidade floresce no jardim onde as sementes da bondade são plantadas.

Ser feliz é uma jornada pessoal, um caminho iluminado pela luz suave da empatia e do respeito mútuo. 

Não precisamos apagar a luz dos outros para que a nossa brilhe mais forte.
 
Felicidade é o calor de um abraço que não sufoca, mas antes acolhe; é a palavra de encorajamento que não diminui os outros, mas eleva todos os que a ouvem.

Todos temos os nossos demónios

448458123_8481917015171061_790998601431278395_n.jp

Em cada coração, há um quarto trancado onde guardamos os nossos demónios. São as vozes que nos dizem que não somos bons o suficiente, os medos que nos paralisam diante do desconhecido, os arrependimentos que pesam nas nossas almas como correntes.
Todos nós carregamos os nossos demónios internos, aqueles sussurros de dúvida e medo que percorrem os corredores escuros das nossas mentes. Alguns são sombras do passado, outros são criados pelas incertezas do futuro. Mas é na forma como lidamos com eles que reside a nossa verdadeira força.
Confrontar esses demónios é um diálogo constante entre o que somos e o que tememos ser. Aceitar que eles existem é o primeiro passo para a liberdade. Não para bani-los, mas para compreendê-los e, quem sabe, aprender com eles. Cada demónio carrega uma lição, uma chave para um aspeto escondido de nós mesmos que, uma vez descoberto, pode levar-nos a uma vida mais plena e autêntica.
Assim, dançamos com os nossos demónios ao ritmo da vida, aprendendo a cada passo a transformar a escuridão em luz.

@destacar

#demónios #vozes #trancado #coração #desconhecido #arrependimento #alma #ruiferreiraautor #escuridao #correntes #sombras #passado #combater #incertezas #paralisia #Confrontar #força #vencer #enfrentar #medos #boatarde

Pensar o modo de vida

448476401_8471098602919569_3899334012467297212_n.j

A vida é uma vertigem constante, que gira num ritmo frenético. Os dias escorrem pelos dedos como areia fina, e as horas parecem segundos diante da eternidade de tarefas e compromissos. Onde ficaram os amigos?
O convívio, outrora tão doce e frequente, tornou-se um luxo, uma raridade que se desdobra em momentos roubados ao relógio implacável da vida. A aventura, a partilha de experiências, tudo parece ter sido relegado para um plano secundário, substituído por prazos e metas.
Viver no fio da navalha, equilibrando-nos entre o dever e o desejo, entre o ser e o ter, faz-nos questionar: vale a pena? Será que a essência da vida não se perde nesta corrida sem linha de chegada? Talvez seja hora de parar, respirar e olhar ao redor.
Porque no fim, o que levamos connosco são os momentos vividos, não os minutos trabalhados.

#vida #vertigem #ritmo #dias #eternidade #tarefas #compromisso #amigos #ruiferreiraautor #convivio #aventura #partilha #essencia #prazos #metas #amizade #textos #textododia #escritos #precisavaescrever #carpediem #bomdiamundo

A arrogância

448269357_8457794300916666_3791767430705224066_n.j

A arrogância é como uma sombra que escurece o coração, impedindo-nos de ver a verdadeira essência dos outros e de nós mesmos.
Ser humilde não significa diminuir-se, mas antes reconhecer que, apesar das nossas conquistas, somos todos feitos da mesma matéria, sujeitos às mesmas dores e alegrias.
Quando deixamos de lado a arrogância e adotamos a humildade, a honestidade e a solidariedade, crescemos não só como indivíduos, mas também como sociedade.
Só assim seremos melhores seres humanos.

#arrogancia #sombras #escuridão #coração #autenticidade #verdadeiro #essencia #humildade #ruiferreiraautor #conquista #dor #alegria #honestidade #solidariedade #sociedade #serhumano #textos #textododia #boatardee #carpediem

Herman José, mestre do riso e arquiteto da alegria

448182260_8452505641445532_5316665992701043141_n.j

Herman José, mestre do riso e arquiteto da alegria, é uma figura incontornável no panorama do humor em Portugal. Desde os seus primeiros passos na televisão, com programas que se tornaram lendários, até às suas atuações ao vivo, onde cada gesto e palavra são meticulosamente escolhidos para arrancar gargalhadas, Herman José tem sido o símbolo maior do entretenimento.
Como fã de longa data, tenho acompanhado a sua carreira com admiração. Cada aparição é um convite para esquecer as preocupações e mergulhar num mundo onde o absurdo e o inteligente se entrelaçam de forma magistral. Herman não é apenas um comediante; é um artista que pinta a tela da nossa cultura com as cores vibrantes do seu talento inigualável.
A capacidade de se reinventar e permanecer relevante ao longo das décadas é um testemunho da sua genialidade. O humor de Herman José é um tesouro nacional, uma joia que brilha tanto no palco como fora dele, e eu sinto-me grato por crescer sob a luz da sua estrela cintilante. Obrigado, Herman José, por tantos anos de risos e momentos inesquecíveis.


#hermanjose #humor #rir #riso #comedia #talento #icone #ruiferreiraautor #artista #momentos #inesquecível #televisão #mestre #textos #textododia

A indiferença nas grandes cidades

448201302_8446200865409343_4025380219736232000_n.j

Nas grandes cidades, as ruas são veias por onde circula a indiferença, e os passos apressados dos transeuntes refletem a pressa de chegar a lugar nenhum. Há um silêncio ensurdecedor na multidão, uma solidão compartilhada em contraponto à cacofonia urbana.
As pessoas passam umas pelas outras como sombras, olhares baixos, temendo o encontro com a realidade do outro. O sofrimento alheio torna-se invisível, coberto pelo véu da apatia. Os que nada têm estendem mãos que clamam por ajuda, mas as suas vozes perdem-se no vórtice de uma sociedade que valoriza mais o ter do que o ser.
Tenta-se apagar a existência dos desfavorecidos com a indiferença, como se ignorar pudesse dissolver a dor. Mas a dor é uma tinta permanente na sociedade, e a indiferença apenas mancha mais profundamente. A frieza das grandes cidades não é mais do que o reflexo do gelo que se forma nos corações que se esqueceram de sentir.


#cidade #ruas #indiferença #indiferente #solidão #sofrimento #multidao #invisivel #sociedade #ruiferreiraautor #desfavorecidos #apagar #dor #sentir #Ignorar #textos #textododia #LiteraturaNacional #bomdiamundo #BomDiaAmigos #olhares

Saber viver

447564475_8432944583401638_1206212131144624891_n.j

Viver é uma arte que se pinta no dia a dia com as cores da experiência e da sabedoria. É saber que cada traço nosso no mundo deve ser feito com a delicadeza de quem não quer deixar marcas de dor. Viver sem preconceitos é abrir as janelas da alma para que o sol da igualdade ilumine todos os cantos escuros da ignorância. É entender que a vida alheia é um quadro à parte, que merece ser respeitado e não comentado ou julgado.
Saber viver é caminhar com a leveza de quem não carrega o peso das provocações gratuitas, pois estas, como folhas ao vento, acabam por voltar à sua origem, trazendo consigo apenas o vazio daquilo que não constrói.