Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Rui Ferreira Autor

"A imaginação é o solo fértil onde as sementes do impossível brotam." RF

Rui Ferreira Autor

"A imaginação é o solo fértil onde as sementes do impossível brotam." RF

Amor Inquebrantável

177485726_507499790406950_4336342429913510223_n.jp

Na alvorada da tua vida, eu já amava cada traço teu, cada sorriso incipiente, cada choro que rompia o silêncio da noite. Prometi, sob a luz das estrelas, ser o farol que te guia, o escudo que te protege, o porto seguro onde sempre podes ancorar.

Cresceste, qual flor despontando sob o sol do meu orgulho. Em cada passo teu, vi a promessa de um futuro risonho, e em cada queda, estendi minha mão para te erguer. No teu olhar, vi o reflexo dos meus sonhos e a esperança de dias melhores.

Agora, caminhas por trilhos que não posso percorrer, mas o meu amor segue-te como uma sombra fiel. Nas alegrias, celebro contigo; nas tristezas, sou o ombro onde podes repousar. E mesmo quando a cortina da vida se fechar para mim, estarei contigo, sussurrando canções de embalar, contando histórias de coragem, lembrando-te sempre do amor inquebrantável do teu pai.

Porque o amor verdadeiro não conhece barreiras, não teme a distância, nem se curva perante o tempo. Ele é eterno como as estrelas, profundo como o oceano, e mesmo na ausência, ele perdura, um sopro de vida que nunca se extingue.

Assim, minha querida filha, leva contigo este amor, este compromisso que nunca se abala. Que ele seja a tua bússola, o teu consolo, o teu eterno companheiro. E lembra-te, em cada passo, em cada respirar, que o amor do teu pai é um elo que nem mesmo a morte pode desfazer.

Tudo o que ficou por dizer, e fazer

OIG1.sCtoYYn.jpg

Neste turbilhão da vida, mal percebemos que o tempo se escapa por entre os dedos, deixando-nos com arrependimentos e saudades dolorosas. A falta de tempo é sempre uma desculpa fácil, um véu que encobre as oportunidades perdidas, os abraços não dados e as palavras não pronunciadas, especialmente quando se trata do nosso pai.

A correria do dia a dia, as exigências do trabalho, os afazeres domésticos, tudo parece mais importante do que parar por um momento e realmente ligar-nos com ele. E agora, olhando para trás, vejo como esses momentos desperdiçados se acumularam, formando um abismo entre nós que agora é intransponível.

Quantas vezes deixamos de dizer "gosto muito de ti"? Quantas vezes adiamos aquele telefonema porque "tínhamos coisas mais urgentes para fazer"? Quantos eventos importantes da vida dele perdemos por estarmos ocupados demais com os nossos próprios problemas?

Alheia a tudo isso, a vida segue em frente, implacável na sua marcha inexorável, e antes que percebamos, o tempo esgotou-se. As distrações da vida mantêm-nos ocupados, mas roubam-nos os momentos preciosos que poderíamos passar com aqueles que amamos. E quando finalmente nos damos conta, já é tarde demais para recuperar o tempo perdido.

Mas mesmo nas sombras do arrependimento, há luz. Há lembranças preciosas, pequenos momentos de ternura e ligação que brilham como estrelas na escuridão. E é nesses momentos que encontramos consolo, onde podemos agarrar-nos à esperança de que, embora o tempo seja implacável, o amor persiste.

Não nos esqueçamos que:

Cada momento perdido com um ente querido é uma oportunidade única que nunca mais voltará.

O arrependimento é mais pesado do que qualquer carga que possamos carregar.

A vida é uma sucessão de momentos preciosos; não podemos desperdiçá-los.

O perdão é a chave para desatar os nós do passado e abrir caminho para um futuro mais leve.

A verdadeira riqueza não está no que possuímos, mas nas relações que cultivamos.

O amor é a cola que une os fragmentos das nossas vidas.

Nunca é tarde demais para dizer "gosto muito de ti".

O tempo é um presente precioso que devemos valorizar.

As pequenas coisas são as que mais importam no final das contas.

As memórias são tesouros que podemos guardar para sempre no coração.

O tempo não é um recurso infinito; devemos usá-lo com sabedoria.

A gratidão transforma o que temos em suficiente.

A presença é mais importante do que qualquer presente material.

O maior legado que podemos deixar é o amor que compartilhamos.

A verdadeira felicidade reside na ligação com os outros.

Que estas palavras sirvam como um lembrete doloroso, mas também inspirador, de que devemos aproveitar cada momento com aqueles que amamos, antes que o tempo nos fuja para sempre.

Indiferença e injustiça

injustica-social-e-desigualdade-das-pessoas-na-soc

O mundo carregado de dor e sofrimento

Mas muitos se calam sem arrependimento

Não se importam com o outro, só com o próprio bem

Não se sensibilizam com a fome, a guerra, o desdém

A indiferença é a mãe da injustiça

Que alimenta a violência, a opressão, a cobiça

Que ignora os direitos, as diferenças, as vozes

Que gera o ódio, o medo, os algozes

Mas há quem resista e se indigne

Quem lute por um mundo mais digno e livre

Quem se solidarize com o próximo, e se comprometa

Quem denuncie a indiferença, e não se submeta

A justiça é a filha da esperança

Que inspira a paz, a liberdade, a aliança

Que reconhece os deveres, as causas, as semelhanças

Que cria o amor, a coragem, as mudanças.

Na penumbra da saudade

Na penumbra da saudade, o amor de mãe desvanece-se lentamente, como pétalas que caem de uma rosa esquecida. À medida que o tempo avança, essa presença materna, uma vez tão tangível e reconfortante, desvanece vagarosamente, como estrelas que se apagam no céu noturno.

Cada dia sem a sua presença é como uma ferida aberta, uma cicatriz na alma que nunca parece curar completamente. O eco da sua voz, os traços do seu sorriso, tudo parece dissipar-se lentamente, como se a própria essência do amor desaparecesse com a sua ausência.

A sua falta é sentida em cada momento, em cada gesto, como uma sombra que paira sobre os dias ensolarados.

E no silêncio da noite, quando as lágrimas escorrem silenciosamente pelo rosto, é impossível não sentir a falta do seu amor irrevogável. As lembranças de momentos compartilhados tornam-se tesouros preciosos, guardados com carinho no baú do coração, mas sempre acompanhadas pela dor da ausência. A saudade torna-se uma companheira constante, uma sombra que nos segue onde quer que vamos, recordando-nos da raridade do amor que perdemos.

No entanto, mesmo com a sua partida, o amor de mãe permanece como uma luz imperecível, uma chama que jamais se extinguirá completamente, pois o vínculo entre mãe e filho transcende o tempo e o espaço, e mesmo na ausência física, o seu amor continua a ressoar na alma, guiando e protegendo como um farol na escuridão.

E assim, mesmo na dor da saudade, há conforto na certeza de que o amor de mãe é eterno, e a sua presença, embora ausente, permanece sempre viva nos corações daqueles que ela amou e que a amaram para sempre.

Cada batida do coração é um lembrete do seu legado de amor, uma promessa de que nunca estaremos verdadeiramente sozinhos.

Bárbara

Barbara.png

Procuro esse lugar,

que deixaste quando partiste

Sozinho não quero ficar

Lavo-me em lágrimas, estou triste.

Tão longe, mas sempre no meu coração

A saudade aperta forte

Procuro, no escuro, a tua mão

Agarra-me, não me percas o norte.

Não me deixes cair nesta ilusão

Não consigo mais viver

Sozinho, nesta imensa solidão

Talvez não saibas, és a alma do meu ser.

A mais linda e perfeita criação

Que algum dia ousei realizar

És tudo para mim, és a razão

O propósito que alimenta o meu pulsar.

O orgulho que me fazes sentir

Transcende o sentimento vivido

Que não para de crescer, tenho de admitir

Ver-te singrar, orgulhoso, rendido.

Cresceste tanto nestes anos

Assumiste o risco com bravura

Imperturbável seguiste os teus planos

Sem receios, ávida de aventura.

Bárbara, pedaço de mim

Tudo isto que sinto, minha filha

Não se acaba, é eterno, não tem fim

És o meu mundo, o meu refúgio, a minha ilha.

 

 

Desalinhado

light-bulbs-1125016_1920.jpg

 

Acordo deste sonho não sonhado,

que é pesadelo adiado,

ensaio de vida perdida,

neste mundo sem saída.

Vagueio na imensidão da pequenez,

apesar da minha altivez,

e desta sorte desafortunada,

há muito anunciada.

Que sorte macaca a minha

nesta vida solitária que me encaminha

entre gente sem visão,

que fazem ouvidos moucos,

têm sentidos loucos,

trocam argumentos sem razão.

Encetam viagens entre casas,

trocam conversas desalinhadas

expondo a vida alheia, só porque, sim, ou porque não!

Que loucura bravia,

a conversa desta gente vadia,

aprumada e empinada,

que solitária e abandonada,

ali mesmo se defende,

insulta e se ofende.

Estranha pequenez,

que se impõe de quando em vez,

à anormalidade reinante

desta vida de farsante.

São vidas, meus senhores

Que não vivem sem favores.

São Vidas, sonhadas e não vividas

Salvem-se! Agarrem um salva-vidas!

 

#ruiferreiraautor #autoresnacionais #autoresportugueses #poemasescritos #poesia #escritoresdeinstagram #frases #bookstagramers #portugal #autores #linguaportuguesa #leitura #literatura #poetry #poetrygrams #livros #arte #citações #poetacontemporaneo #frasesinspiradoras #frasesbonitas #escreveremportugues #escrever #leremportugues