Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Rui Ferreira Autor

"A imaginação é o solo fértil onde as sementes do impossível brotam." RF

Rui Ferreira Autor

"A imaginação é o solo fértil onde as sementes do impossível brotam." RF

Aristides de Sousa Mendes, o diplomata sem medo

aristides_de_sousa_mendes_1940.jpg

Aristides de Sousa Mendes, o diplomata português nascido em 1885, desempenhou um papel crucial durante a Segunda Guerra Mundial. Enquanto cônsul de Portugal em Bordéus, França, enfrentou ordens diretas de António de Oliveira Salazar e, corajosamente, concedeu milhares de vistos de entrada em Portugal a refugiados de várias nacionalidades que procuravam escapar da França ocupada pelos nazis em 1940. 
 
O número exato de vistos emitidos por Sousa Mendes permanece desconhecido, mas algumas fontes estimam que salvou cerca de dez mil judeus do Holocausto. 
A sua ação destemida e humanitária desafiou a tirania e preservou os valores fundamentais da ética, moral, justiça e bondade, naqueles tempos sombrios. 
 
Como reconhecimento do seu heroísmo, a Assembleia da República  concedeu-lhe Honras de Panteão Nacional em 2020, homenageando a sua defesa da liberdade e dignidade humana. Aristides de Sousa Mendes é, sem dúvida, merecedor de um lugar de destaque na história, lembrado como alguém que escolheu o bem acima do mal, independentemente das consequências.
 
Nascimento: 19.07.1885
Falecimento: 03.04.1954
 
Imagem:https://www.dge.mec.pt/noticias/educacao-para-cidadania/homenagem-aristides-de-sousa-mendes

O perdão não é uma fraqueza

hands-holding-each-other-support.jpg

“Nas margens do rio da vida, encontramos pedras que nos magoam os pés e o coração. Às vezes, essas pedras são atos imperdoáveis, traições profundas ou palavras afiadas. Mas, como navegantes desse rio, temos uma escolha: carregar essas pedras connosco ou lançá-las na correnteza do perdão.”

O perdão é um ato de compreensão e empatia, uma ponte que construímos entre as nossas próprias falhas e as dos outros. Quando perdoamos, não estamos a negar o erro ou a minimizar a dor causada, mas a escolher libertar o peso que carregamos. Afinal, quem nunca errou? Todos cometemos equívocos, às vezes inadvertidamente, outras vezes movidos por emoções ou circunstâncias complexas. É importante lembrar que o perdão não é uma fraqueza, mas antes um ato de coragem e crescimento. Quando nos colocamos nos sapatos de outra pessoa, ganhamos uma perspetiva mais ampla e compassiva. Julgamentos precipitados podem ser cruéis e injustos, pois raramente conhecemos toda a história por detrás das ações de alguém. Portanto, ao perdoar, estamos a libertar-nos da prisão do ressentimento e a abrir espaço para a cura.

O perdão é como uma balsa que nos leva para além das águas turbulentas da mágoa. Quando perdoamos, não estamos a negar a dor que sentimos, mas a escolher não nos afogar nela.

O perdão cria um ciclo virtuoso. Quando perdoamos, abrimos espaço para sermos perdoados. É uma dança de compreensão e cura.

Talvez este texto lhe interesse:

Reconhecer e aprender com os erros

imagem: https://br.freepik.com/fotos-gratis/maos-dadas-umas-as-outras-para-apoio_43686121.htm#fromView=search&page=2&position=24&uuid=b2b02fba-19d0-43e4-8d07-41e1e49fa9e5

Texto do dia VI

relax-woman-standing-sea-beach.jpg

A vida é um sopro, um breve intervalo entre o nascer e o partir. Como o sol que se esconde atrás das montanhas ao entardecer, a nossa existência também se esvai rapidamente. Mas, em vez de lamentar essa fugacidade, devemos abraçá-la com coragem e paixão.
Não é a quantidade de anos que importa, mas sim a qualidade dos momentos vividos. Assim como um rio que flui inexoravelmente para o mar, devemos seguir o nosso curso com determinação e propósito.
Desamarremos as âncoras que nos prendem: o medo, a rotina, as preocupações fúteis.
Afinal, a brevidade da vida ensina-nos que o tempo é o nosso bem mais precioso.
 
 
 
 
Talvez este texto lhe interesse:
 
Imagem: https://br.freepik.com/fotos-gratis/relaxe-mulher-de-pe-no-mar-na-praia_1285595.htm#fromView=search&page=1&position=1&uuid=dafb818c-f359-447e-8218-4c7330692d0a

O dia D

447898383_8426012067428223_3718490889036893068_n.j

O Dia D, 6 de junho de 1944, marca uma viragem decisiva na Segunda Guerra Mundial. Nesse dia, as forças aliadas desembarcaram nas praias da Normandia, França, numa operação de escala e audácia sem precedentes. Foi um momento crítico que demonstrou a união e a força dos Aliados contra o regime opressor nazi, abrindo caminho para a libertação da Europa.
A importância do Dia D transcende a vitória militar; foi uma afirmação dos valores da liberdade e da democracia. A coragem e o sacrifício dos soldados naquele dia são um aviso perene da necessidade de resistir a ideologias que ameaçam esses princípios fundamentais. A herança assegurada pelo sangue derramado nas praias da Normandia é um tesouro que deve ser protegido com vigilância constante, para que as sombras do passado não obscureçam o futuro. É nosso dever coletivo honrar essa memória, mantendo-nos firmes contra qualquer força que procure corroer a liberdade pela qual tantos lutaram e morreram.

#segundaguerramundial #diad #operaçãooverlord #audacia #aliados #opressor #libertação #europa #liberdade #democracia #coragem #sacrificio #soldados #normandia #ruiferreiraautor #futuro #dever #honrar #vigilancia #memoria #vitoria #bomdiamundo

A coragem não é a ausência de medo

1714400524268.jpg

Na encruzilhada da vida, onde os ventos do medo sopram forte, há um sentimento audaz que bate no coração daqueles que ousam ouvir. Coragem não é a ausência de medo, mas sim a dança corajosa com ele. É a arte sublime de avançar, mesmo quando as sombras da incerteza espreitam.

No palco da existência, onde os temores se erguem como gigantes intransponíveis, a coragem ergue-se como um farol de esperança. Não é a negação do medo, mas a decisão convicta de que algo maior, mais nobre, merece a nossa bravura. É a escolha consciente de que o propósito, a paixão, a justiça, são mais poderosos do que as trevas que tentam envolver-nos.

Nos momentos mais negros, quando a dúvida nos fala ao ouvido, a coragem levanta-se como um guerreiro destemido, pronto para desafiar as sombras. Não é a fuga do medo, mas a marcha destemida em direção à luz, alimentada pelo fogo interior que queima mais forte do que qualquer escuridão.

Em cada passo dado em direção ao desconhecido, a coragem, essa força silenciosa que reside nos corações dos destemidos, não é a ausência de medo, mas sim a convicção de que os nossos sonhos, as nossas causas, os nossos amores são mais valiosos do que qualquer temor que nos possa deter.

Indiferença e injustiça

injustica-social-e-desigualdade-das-pessoas-na-soc

O mundo carregado de dor e sofrimento

Mas muitos se calam sem arrependimento

Não se importam com o outro, só com o próprio bem

Não se sensibilizam com a fome, a guerra, o desdém

A indiferença é a mãe da injustiça

Que alimenta a violência, a opressão, a cobiça

Que ignora os direitos, as diferenças, as vozes

Que gera o ódio, o medo, os algozes

Mas há quem resista e se indigne

Quem lute por um mundo mais digno e livre

Quem se solidarize com o próximo, e se comprometa

Quem denuncie a indiferença, e não se submeta

A justiça é a filha da esperança

Que inspira a paz, a liberdade, a aliança

Que reconhece os deveres, as causas, as semelhanças

Que cria o amor, a coragem, as mudanças.

Coragem de mil almas

ehmitrich-WcG7DOyrSoM-unsplash .jpg

Foto de Антон Дмитриев na Unsplash

 

O céu está nublado de fumo e poeira
O chão é queimado pelo fogo violento
O céu está pintado de vermelho pelos tiros
E na escuridão a terra é um coro
Há uma guerra latente nos nossos corações
A escuridão instalou-se, ninguém fica para trás
O caos do mundo insinua-se como um ladrão
Devemos ficar juntos, encontrar algum alívio
Do fogo da guerra e do caos
Vem a coragem de mil almas
Levantando-se contra a escuridão
Para romper estas paredes de ferro
O barulho dos canhões troando no ar
É hora de lutar pela liberdade, devemos declarar
A coragem será a nossa guia nesta noite escura
E juntos subimos como um, unidos lutamos
Embora a batalha possa ser difícil e a noite pareça tão longa
Encontraremos a saída e não demorará muito
O poder do amor pode dominar todo o medo
Vamos unir forças e deixar isso bem claro
Do fogo da guerra e do caos
Vem a coragem de mil almas
Levantando-se contra a escuridão
Para romper estas paredes de ferro

 

#ruiferreiraautor #autoresnacionais #autoresportugueses #guerra #caos #amor #bookstagramers #coragem #love #autores #linguaportuguesa #leitura #alma #poetrygrams #livros #poetacontemporaneo #literatura #motivar #vida